Por que eu me recusei a assistir Star Wars Episódio IX: A Ascenção Skywalker

No finalzinho do ano passado eu decidi assistir todos os Star Wars com minha namorada em ordem cronológica.

Nós duas crescemos com Star Wars, sempre amamos a franquia mesmo nos seus pontos mais baixos, e ambas acreditávamos que a aquisição da Disney tinha sido a melhor coisa que aconteceu com Star Wars desde as Guerras Clônicas do Cartoon Network (aquele desenho 2D).

Ahhhh hahahahaha! Ledo engano, mocinhas.

As prequel são fracas. Até ruins. Eu cheguei a brincar no Facebook que tudo de ruim que aconteceu nesse mundo é culpa do Jar Jar Binks, da peste negra ao aquecimento global, mas era só uma brincadeira. No final das contas os filmes são assistíveis e, querendo ou não, há algum tipo de visão sobre a sua criação.

George Lucas começou uma história de heróis lendários para ajudar os Estados Unidos a sair da depressão que foi a guerra do Vietnã com uma história simples do bem contra o mau. E depois resolveu expandir essa história pra mostrar que não é assim tão simples e que os supostos heróis ainda são corruptos por dentro. Mesmo que a execução tenha sido péssima e que tudo de bom em Star Wars foi feito por qualquer pessoa que não fosse o George Lucas, havia uma visão. Uma visão antifascista com uma mensagem sobre ganância, poder, corrupção e democracia.

A única visão do J.J. Abram entretanto é “hummmmmm vamos fazer dinheiro”.

Parando para ver Star Wars Episódio VII: O Despertar da Força mais uma vez eu noto que… Esse filme é um Trailer. Ou pelo menos um perfeito primeiro ato. Ele te apresenta personagens novos com antecedentes intrigantes que queremos explorar. Um novo Darth Vader que é filho da Leia e do Han? Nice! Uma force-user nova que saiu do meio do nada e aparentemente não tem ligação de sangue com ninguém importante? Nice! Um Stormtrooper PRETO que fugiu do exército neonazista pra ficar com um piloto rebelde? Triple Nice!

Tudo sobre a apresentação das novas personagens naquele filme foi perfeito, mas infelizmente o resto do filme não é grandes coisa.

Por que não passa de um trailer? Pois bem, o filme pode até introduzir personagens, mas nenhum deles passa por nenhum tipo de arco. Até nas prequels onde Lucas sabia que seria uma trilogia as personagens passam por algum tipo de Arco. Por exemplo, na ameaça fantasma, Obi-Wan aprende a confiar mais no seu mestre, e Padmé descobre que ela precisa ter mais agência no mundo a sua volta para consertar as injustiças do mundo. Aqui não existe nenhum tipo de aprendizado. Todas as personagens terminam no mesmo lugar que começaram, com exceção do Han Solo que morre só pra gerar choque, e da Rey, que começa o arco dela, mas claramente não chega à conclusão nenhuma.

Quanto a trama em si, ela é inexistente. Além de reproduzir os mesmos pontos de tensão que Uma Nova Esperança, O Despertar da Força usa toda essa trama apenas para mostrar a iconografia Star Wars pra um público sedento por novos filmes.

Todas aquelas naves, sabres de luz, o Chewie e o Han, os Stormtroopers e os novos rebeldes. É tudo tão maravilhoso no cinema! É a infância de novo diante dos seus olhos… Se você não acabou de ver todos os filmes de Star Wars em sequência e nota que não tem nada de especial nessa história, e que o único valor dessa iconografia usada dessa forma repetitiva é a nostalgia.

Nostalgia e dinheiro. Como minha amiga disse, O Despertar da Força é a Disney colocando o pau na mesa e dizendo “Tá vendo esse Star Wars? Eu sei fazer Star Wars. Exatamente do jeito que vocês querem.”

E vende. Fãs de Star Wars ligam mais pra iconografia do que pra conteúdo. Por isso Rogue One faz mais sucesso do que Os Últimos Jedi entre fãs. Eles querem iconografia e nostalgia, não coisas novas e críticas sociais.

E pra mim que quer coisas novas, Os Últimos Jedi foi o filme perfeito.

Kylo Ren começa adorando Snoke e tudo relacionado ao lado sombrio e termina matando ele e tomando seu lugar. Rey começa procurando figuras paternas no Luke e na Leia, mas termina confiando em si mesma e deixando o passado pra trás. Luke aprende que são os erros que tornam alguém sábio, e se sacrifica para corrigir os erros que ele cometeu com o Ben. Finn resolve que quer parar de fugir e aprende que lutar pelo que é certo importa!

O principal tema d’Os Últimos Jedi é ressignificar o passado, e de repente toda aquela iconografia faz sentido de novo! O Yoda chega a parar o filme e explicar pra audiência “O passado fez quem nós somos, mas não nos define.” E é algo que todas as personagens tem que aprender a lidar. Com seu passado, com seus laços de sangue. E a melhor parte dele, na minha sincera opinião, é a Rey tendo que lidar com o fato de que não é ninguém nessa história. Mas ela pode se tornar alguém.

Os Últimos Jedi pra mim é o filme de Star Wars perfeito, e se alguém entendeu a visão da série foi o Rian Johnson.

Mas ele não fez o episódio IX né?

Quem fez foi o J. J. Abrams, e a única coisa que ele quer é dinheiro.

Eu tentei evitar spoilers do novo Star Wars ao máximo, mas nessa internet que a gente vive é impossível. E parece que a cada novo spoiler o filme ficava pior e pior.

O ápice da minha frustração com esse filme – que eu nem tinha assistido ainda – foi saber que o Kylo Ren reconstrói o capacete dele pra continuar sendo o novo Darth Vader. Mesmo que ele já tivesse abandonado o Snoke. Mesmo que o arco todo dele do filme anterior tenha sido sobre abandonar completamente o passado. J.J. Abrasm resolveu jogar tudo fora do que aconteceu nos Últimos Jedi – O desenvolvimento da Rey, do Ben, do Poe e do Finn – pra agradar redditer que reclamou dos Últimos Jedi ser muito diferente.

E pra mim isso serve de exemplo do quanto os movimentos reacionários tem poder sobre a Disney.

Quem não gostava da diversidade e das inovações pode ter a sua historinha eugênica com a Rey de volta, pode tirar a Rose, pode tornar o Finn irrelevante. Foda-se! O que importa é ter o Palpatine de volta e todas as antigas brigas retornarem intactas.

Pense no poder que isso pode ter. Por demanda popular todos os efeitos especiais do filme do Sonic tiveram que ser refeitos, e, num exemplo ainda mais crítico, por movimentos de grupos neofascistas a Disney tirou o James Gunn da produção de Guardiões da Galáxia.

Quanto poder esses estúdios vão dar pro público consumidor e o quanto esse poder não pode ser abusado por grupos bem organizados e mal-intencionados? Os precedentes que estão sendo criados pela Disney nesse momento são extremamente preocupantes pra toda indústria do entretenimento. E não só por eles estarem criando um monopólio.

Além disso, a Disney já se mostrou de pouca confiança no lançamento do seu maior blockbuster, deixando a versão de verdade d’Os Vingadores: Ultimato só ser lançada duas semanas depois da estreia. Quem era eu para acreditar que a versão que saiu nos cinemas seria realmente definitiva? E não foi um caso isolado! A mesma coisa aconteceu com Cats e com Homem-Aranha: Longe de Casa.

E agora J.J. Abrams está falando de um “corte verdadeiro” do filme enquanto acabaram de vazar um roteiro que realmente teria continuado a história e os temas d’Os Últimos Jedi!!!!!!

Eu não sei o que caralho tá acontecendo mais com Star Wars, nem com a Disney e muito menos com a indústria do cinema de forma geral.

Em resumo, eu me recuso a assistir Star Wars Episódio IX: A Ascenção Skywalker no cinema porque:

  1. A Disney tá criando muitos precedentes horríveis pra indústria do cinema.
  2. Jogaram a história dos Últimos Jedi, que na minha opinião é o melhor filme de Star Wars, no lixo.
  3. Perdeu-se toda a visão que um dia existiu na série.
  4. QUE CARALHO TA ACONTECENDO AQUI AAAAAA

Quando sair no Pirate Bay eu faço review.

Paz!

E apoia no Catarse!




Uma consideração sobre “Por que eu me recusei a assistir Star Wars Episódio IX: A Ascenção Skywalker”

  1. Quando criança eu era fã de Star Wars…com o tempo vi os filmes recentes e antigos e…percebi o quanto era ingênuo sobre a narrativa do filme e no quesito ação!!!! Começei a questionar o porque da Disney tentar fazer algo ou melhorar dando continuidade ao movie Jedi!!!!! Sinceramente eu me decepcionei, fiquei triste com a coreografia dos cavaleiros jedi ali mostrado e ao movimento Matrix que resolveram utilizar em Luke Skywalker…o que nos dá a impressão que virando Jedi, serei obrigado a morrer cedo ou antes da hora para ensinar o meu futuro pupilo a ser jedi ou futuro suicida…fala sério!!!! Ainda não assisti a ascenção Skywalker, vi que a maiori diziam que as partes boas é só trailer e o resto é novela!!!! valeu!!!!

    Curtir

Comente!

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Saiba como seus dados em comentários são processados.