Arquivo da categoria: Cinema

Trans In Games – Kirby

Esse provavelmente será o último Trans In Games do ano, e eu queria fechar o ano com uma coisa fofinha e cor de rosa. E não existe nada mais fofinhe E cor de rosa que e próprie Kirby!

Mas agora você deve estar pensando “What the fuck, Felicia? Desde quando Kirby é trans?”

Okay, você tem razão. Kirby não é trans no sentido de que recebeu um gênero no seu nascimento, mas no decorrer da sua vida se viu como sendo de um gênero diferente… ENTRETANTO, não existe maior desafio a normas de gênero no mundo dos jogos do que essa bolinha cor de rosa que gosta tanto de comer!

Possíveis Spoilers de Kirby’s Avalanche, Kirby’s Dream Land 3 e Kirby 64: The Crystal Shards (mas nada demais) a seguir~

Eu não to conseguindo evitar o sorriso enquanto faço a pesquisa pra essa matéria! Kirby é a coisinha mais fofa do mundo! Continuar lendo Trans In Games – Kirby

Riley é Minha Verdadeira Heroína

Esse é o primeiro post que não tem relação nenhuma com jogos e quase nada em relação a transgeneridade que eu posto no blog, mas não será o último. Eu quero falar de mais coisas aleatórias que me interessam ou me fazem pensar, e o fato de que eu me identifiquei mais com uma personagem cisgênera heterossexual do que com uma personagem trans e lésbica num seriado que fala sobre diversidade é no mínimo curioso.

(E eu acabei de descobrir como colocar gifs animados no WordPress, então, preparem-se! *-*)

Spoilers de Sense 8 a frente: Continuar lendo Riley é Minha Verdadeira Heroína

Trans In Games – Persona 4 – Naoto Shirogane

Eu fiquei enrolando esse post acho que por mais de um mês. Esse assunto, Naoto e Persona 4, é um assunto muito delicado pra mim. Principalmente porque ele era meu jogo favorito na minha pré-adolescência, mas aí eu fui jogar ele de novo depois de ter começado a minha transição e eu chorei toda vez que via o Naoto, e fiquei com um desgosto enorme pelo Kanji e pelos demais personagens homens cis do jogo.

A misoginia e a homofobia reproduzida por essas personagens é de doer no peito. Ainda mais em um jogo com uma história tão profunda e complexa quanto esse. Eu me sinto triste toda vez que penso em Persona 4. Eu sinto que vou ter um ataque de pânico toda vez que ouço alguém se referir ao Naoto usando pronomes, artigos e adjetivos femininos.

Meu objetivo nesse post já deixou de ser desafiar o canon e provar que o Naoto é homem. Também já deixou de ser denunciar a misoginia, a transfobia, e a homofobia que existe no jogo. Agora é só um desabafo. Preciso tirar essa pedra do meu caminho pra poder continuar com as demais personagens trans maravilhosas que o nosso mundo de videogames tem pra oferecer.

Se eu vou chorar toda vez que abro o editor desse arquivo, vamos chorar pra valer, e chorar tudo de uma vez. Eu nem comecei a falar dele e já estou chorando. Esse assunto é super trigger, então, por favor, gente. Sem comentários babacas dessa vez.

Spoilers de Persona 4 adiante.

Continuar lendo Trans In Games – Persona 4 – Naoto Shirogane